Arquivo para união

Sabedoria de São Francisco de Assis

Posted in Caridade, Conselhos with tags , , , on abril 8, 2014 by Helen Ians

Aproveitando o que foi dito, muitos irmãos tem dúvidas de como fazer ou ter esta sintonia com o Grande Pai. Peço que durante esta semana todos vocês aqui presentes peguem frase por frase da oração de São Francisco de Assis. Peguem uma ou duas por dia, leiam, analisem, reflitam e tentem fazer a sintonia.

Nesta oração, podemos esclarecer todas as dúvidas que estão aí em suas cabeças, em seus corações. É a oração máxima que nos deixou ele, grande servo de Deus, que em sua infinita sabedoria, nos deu de herança e que poucos ainda entendem a lição que aí foi deixada.

Peço a vocês irmãos que leiam, reflitam, e tentem fazer esta ligação e agora peço aos irmãos aqui da mesa que, em voz alta, oremos e façamos a prece tão maravilhosa que ele nos deixou:
Senhor, fazei-me instrumento de Vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz,
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, e ser consolado;
Compreender, que ser compreendido;
Amar, e ser amado;
Pois, é dando que se recebe,
É perdoando que se é perdoado,
E é morrendo que se vive para a vida eterna.

Que assim seja, irmãos, hoje e sempre, na vida de cada um de vocês, e que Deus em sua infinita bondade abençoe e ilumine a cada um dos irmãos.

JURACI

Anúncios

Não percam jamais o espírito da família, a união na casa.

Posted in Arte de viver, Conselhos with tags , , on janeiro 28, 2013 by Helen Ians

native-american-manAntes de mais nada e, acima de tudo, aproveitando as palavras de Sua Alteza, a Princesa da Tribo, estrela maior para todos nós, quando ela diz com uma humildade encantadora, que agradece aos médiuns que se dedicaram todo este ciclo aos nossos trabalhos, eu faço o mesmo em nome de todo o Conselho aqui reunido. E vou além. Agradeço a cada um de vocês que visitam esta Casa, porque a energia de cada um é que faz o resultado para todos. WakanTanka! Queridos filhos e irmãos, por tanto carinho e dedicação. Que o Grande espírito abençoe.

Não pretendo me alongar porque todas as bênçãos estão esta noite sobre cada um de vocês e sobre todos nós, mas gostaria de dizer algumas palavras no sentido de que – me emociona até! – não percam jamais o espírito da família, a união na casa, no núcleo mais importante da sociedade. Só assim o mundo poderá se transformar para alguma coisa melhor.

Quando nós imaginamos que houve uma evolução espiritual a nível planetário, acontecem coisas que nos deixam, mesmo neste outro plano, estarrecidos. Aí nós pensamos – Meu Deus, quanto trabalho ainda temos pela frente! Mas este trabalho não pode ser realizado se não houver uma ajuda real, concreta, em ações, daqueles que tem o privilégio, ou que tiveram este privilégio, de ter subido alguns ou muitos degraus na escala da evolução humana e, com certeza, estas elevadas criaturas e todos os aqui presentes, sem exceção, estão nesta lista bendita.

O simples fato de procurar a luz, seja nesta Casa ou em qualquer outra Casa abençoada, em qualquer crença ou religião dirigida para o bem, só a intenção – esta, sim, verdadeira – basta para que subam, para que subamos, juntos, um estágio um pouco mais acima, ainda mais iluminado pela luz.

Aproveitem a estação, os dias que se seguem. Festejem, sim. Comemorem – por que não? – todo o trabalho que foi feito por cada um de vocês, e os resultados – melhores ou nem tanto, mas que são um prêmio para o esforço de cada um. Se não por toda a corrente, façam por mim – acendam aquelas luzinhas, aquilo é tão encantador. Lembra-nos, como vocês chamam, pirilampos que aparecem – é engraçado, é muito lindo – no começo de cada estação. E depois desaparecem como se dissessem: iluminamos, agora cumprimos a nossa missão. Isto tem muito significado. E a humanidade, em determinados momentos, em determinadas coisas, se não fosse tão barulhenta, seria adorável, porque usa do conhecimento em coisas que parecem simples, e são, mas tem imenso significado.

Sabem o que eu gostaria, sinceramente? Que no próximo ciclo de cada um de vocês, o ano novo coroasse cada um de vocês com pirilampos para que, em todas as direções que olhassem, sempre sentissem as luzes da percepção, da sensibilidade, da fraternidade, principalmente entre aqueles que lhes pareçam iguais porque estes, de fato, são.

E como um planeta distante, cercado de anéis, a Terra possa ser circundada por milhões de pirilampos. Eu vi os pirilampos em sua casa, já acenderam, não foi? (fala para um dos participantes). À mesa, lugar sagrado do encontro que significa a família, como nenhum outro, coloquem um pano branco e, como sempre digo, sirvam algo simples que possam dividir com as mãos entre os seus convidados. E convide-nos. Reparte o pão e, ao se lembrarem do sentido do Natal, o sentido daquilo que renasce em forma simbólica de uma criança, com todo um ciclo pela frente, com toda a esperança pela frente, e cada pedacinho daquele pão, vocês lembrem daqueles que tem um pedacinho ainda menor, ou nenhum. E, como eu disse, só a intenção, só a pureza de sentimentos faz milagres. E tudo que este mundo precisa é de pequenos, grandes milagres.

Que aquela criança, aquele menino, viva para sempre no coração de cada um de vocês. E que os pirilampos iluminem o seu caminho. Abençoada estação e por favor não se sintam abandonados por nós porque não pensem que vão se livrar de nós tão fácil. Eu quero ir naquela coisa que cada um vai. Gosto de viajar no mar. Estou brincando porque estou feliz e vou acompanhar nós todos, e toda a corrente, para onde vocês forem.

Mais uma vez, WakanTanka, Grande Espírito, muita luz nesta Casa, para sempre.

Pedra Alta

O desejo de paz, bondade e união fará a energia tomar conta de todo o plano

Posted in Ajuda espiritual, Energia with tags , , on janeiro 18, 2013 by Helen Ians

earth-planet-energyAssim como minhas queridas entidades já o disseram, quero deixar aqui o meu agradecimento a cada um de vós, queridos irmãos, que contribuíram, alimentaram, ajudaram, participaram e iluminaram os nossos trabalhos. Sem a presença importante de vocês, sem a energia vibratória de vocês, o que seria do nosso trabalho? Ficamos extremamente satisfeitos e felizes em contribuir para vossa paz –  vocês também retribuíram isso a todas as entidades.

Gostaria apenas de relembrar que, nestas festividades, vocês parem um minuto e lembrem do amor maior, eterno, poderoso, imortal que é de Deus Pai para conosco.

Retomar os conceitos da bondade, da reunião com seus amigos e familiares, do desejo da paz mundial, tanto necessária, é que vai fazer com que a energia tome conta de todo o plano.

E que desta forma possamos todos juntos crescer em bondade, em caridade, benevolência, humildade, para a construção do bem maior que é simplesmente o amor.

Agradeço mais uma vez a oportunidade de estar nesta Casa de Luz, desejo a todos vocês muita saúde, muita paz e muito amor.

Ana Neri

União e determinação

Posted in Conselhos with tags , on fevereiro 16, 2012 by Helen Ians

Boa noite a todos.  Obrigada pela oportunidade de acolher aqui os necessitados. O tempo realmente é curto e a única receita é a união dos objetivos, é a força e a fé, a determinação e a resistência – guerreiros unidos em um caminho só, o caminho do Grande Pai.

Mensagem de uma guerreira

Sabedoria, desprendimento, discernimento e união.

Posted in Ensinamentos, Rtuais e cerimônias with tags , , on janeiro 18, 2011 by Helen Ians

Vamos aproveitar a primeira reunião deste ano, como nosso irmão disse, e renovar as nossas esperanças, fazer novos votos de caridade, intensificando-a com um simples gesto de doar – não só materialmente mas doar o seu amor, a sua atenção, a sua amizade, o seu companheirismo, a sua presença, a sua dedicação, a sua paciência.

Sejamos mais unidos – nem por isso deixaremos de buscar os nossos objetivos. Aproveitem, se aquele cheirinho de primeiro dia de ano novo ainda está presente em nós, e guardem, na memória, tudo o que vocês desejaram ao seu próximo e a si mesmos.

Continuem buscando o caminho de luz, como filhos na companhia do Grande Pai, e lembrem-se que não existe castigo. Existe somente causa e efeito, por isso pensem nas vossas atitudes, nas vossas palavras antes de as proferirem. Ajam, sim, com o coração, aliado à razão, e principalmente solicitando a sabedoria e o desprendimento. Agradeço a presença de todos os irmãos presentes nesta nossa primeira reunião e a oportunidade de estar mais uma vez a serviço do Grande Pai.

Guerreira (enfermeira) Ana Nery.

Colaboração no caminho do amor.

Posted in Arte de viver, Ensinamentos with tags , , on março 6, 2010 by Helen Ians

Certa vez, foi feita nesta Casa de Luz uma comparação entre o poder de romper um, dois, ou três gravetos, e um feixe. Claro, que este feixe não foi quebrado pois simbolizava a união, pois simbolizava a unificação.

Como já foi dito esta noite, todo o andamento do trabalho depende de cada um de vós aqui presentes, tanto dos médiuns, da assistência e das pessoas que serão atendidas, daquelas que ainda, algumas acham, precisam da consulta mas que a corrente, como foi muito bem dito pela nossa querida guerreira Joana, todos os irmãos, ao passarem pela porta de entrada desta casa, chegam no ambiente já tratado e também o são.

Tratando, irmãos, peço somente a palavra colaboração. Ajudar não somente nesta casa mas de onde vocês saem para chegar até aqui. Se cada um fizer a sua parte, teremos um grande todo.

Fazendo mais uma comparação, lembrem-se da história do pássaro que fazia a sua parte, tentando apagar o incêndio de uma grande floresta. Façam parte deste feixe. Talvez seja mais difícil a colaboração do que simplesmente empurrar, e dizer eu fiz a minha parte.

Agreguem de vossa parte além da colaboração, a amizade, a humildade e a benevolência. Amarrem tudo isso com afeto. E falo mais uma vez: sigam todos no caminho do amor, do amor maior, do amor que é o maior evento – o Amor do Grande Pai.

Ana Neri

A necessidade de uma grande união.

Posted in Arte de viver, Visão with tags , , , on fevereiro 3, 2010 by Helen Ians

Picture of Plains WarriorsFica bem claro pelo que foi dito* que o apelo é pela união mas é preciso que seja nítido o objetivo daquilo que estamos a vocês pedindo. Os que estiveram em sintonia com a tribo nos últimos dias, luas, estiveram agitados, com um aperto no coração e sem explicações para esta aflição.

Isso tem um motivo. Todos vocês estão sendo preparados para a guerra . Nunca projetamos o futuro mas desta vez temos permissão para dizer que virão tempos em que será necessária uma grande união. Queríamos que fosse planetária, ou que no mínimo abrangesse a nação, mas é pedir muito o entendimento para vocês neste tempo que vivem agora. Sendo mais claros, dizemos a vocês que não mergulhem tanto e nem tão profundamente em seus próprios problemas, como dizem, aflições, angústias, medos.

Talvez seja aqui a primeira vez que pedimos  a vocês que não cuidem de si mesmos mas nada que está sendo dito é radical. Prestem atenção e continuem prestando, sim, atenção mas é hora, e talvez já tenha passado, de vocês ousarem um pouco mais ou apenas olharem para quem está ao seu lado. Do menor círculo, a sua família, aos amigos, aliados, ou nem tanto, mas que sejam dispostos a caminharem juntos nas batalhas que virão, e não serão poucas.

A propria natureza parece que avisa a vocês, antecipando as águas – estas que vocês sentem – no esforço de limpar nem que seja apenas suas mentes.

Este é um aviso. Não avancem sozinhos. Ousadia não é coragem. Muitos serão instigados a reagir e usarão as suas próprias dignidades: esta é a armadilha. Quando se sentem acuados, ameaçados, peçam ajuda àqueles que estão ao seu lado.

Todos tem a capacidade impressionante de analisar aquilo que esta tão distante, como a fome no mundo, as guerras, em lugares que vocês nem sabem onde ficam, mas falam e parecem tristemente incapazes de enxergar o que está tão perto. E quando enxergam, aí é o perigo.

Nestes próximos dias que virão, quando enxergarem a verdade, tentarão ou querem que vocês tentem reagir e por isso reafirmamos não avancem sozinhos. Pois aqueles que estão a seu lado esta noite, inclusive aqui, são aqueles que podem lhes ouvir os anseios, as necessidades, para que transponham vicissitudes da vida e para nenhum de vocês, aqui presentes, e ligados a vocês, em círculos concêntricos, jamais, jamais serão derrotados. Essa tribo tem a dizer a vocês, confie, não em nós, mas, sem limites, no Grande Espírito.

Pedra Alta

* Palestra de Joana, anterior.