Archive for the Casa de Luz Category

Abertura

Posted in Casa de Luz with tags , on maio 1, 2017 by Helen Ians

Neste momento as correntes vão se formando para fazer a grande limpeza tanto aqui como também na residência de todos vocês, guerreiros, e nos lugares onde os guerreiros passam, trabalham.

A partir daí, com as mensagens, os guerreiros se transformam lua a lua, e colocam em prática, e aquilo que escutam e carregam dentro de si em forma de paz, esperança e alegria. Que os guerreiros sejam bem vindos, que o Grande Espírito abençoe a todos.

Neste momento de limpeza, fiquem concentrados nesta grande luz tomando conta de cada um, para que no momento do passe, também sintam toda a energia para que os guerreiros caminhem tranquilos, se transformando lua a lua, dia a dia.

NUVEM VERMELHA

Anúncios

Cura para o espírito, bem estar ao corpo físico e força para seguirem em frente.

Posted in Ajuda espiritual, Casa de Luz with tags , on abril 4, 2016 by Helen Ians

seguir em frenteComo dito no inicio desta reunião, esta Casa de Luz dedica-se principalmente à cura da alma, do espírito, do corpo físico. A água, o remédio, transformado através da fé, da disponibilidade dos irmãos em deixarem este canal aberto, é o inicio para qualquer limpeza e para qualquer transformação.

Alguns irmãos têm o conhecimento e outros, não, e já que permitido nesta noite, o plano espiritual dispõe de outros medicamentos extremamente mais avançados do que no plano terrestre. Não é chegada a hora, ainda, de vocês terem ao alcance – e muitos se perguntam: a medicina está avançada? – Sim. Mas cada coisa a seu tempo, queridos irmãos. Imaginem a guerra que está pelo poder, se algum cientista, de pensamentos não tão rigorosos, sérios, vislumbrasse uma descoberta, um medicamento, e começasse a usá-lo de forma errônea. O que seria um bem para a humanidade pode causar muitos transtornos.

Por isso os irmãos, aqui, são orientados, e outros irmãos recebem também esta orientação em outros locais. Recebem, mais, a cura para o seu espírito, o bem estar para o seu corpo físico, a força para seguirem em frente. Portanto, queridos irmãos, jamais, em hipótese alguma, pensem que estão sozinhos, abandonados ou que tudo esteja no fim. Muito pelo contrário, é só o início de uma grande evolução, o início de uma grande transformação
Aliado a isto, a fé inabalável no Grande Pai.

ANA NERI

CACIQUE: Que os guerreiros reflitam, reflitam, sobre o que acabou de deixar mensagem a guerreira Ana Neri.

Para a guerra, mudem o pensamento!

Posted in Casa de Luz on abril 23, 2015 by Helen Ians

Gostaria de lembrar a alguns e a outros que nunca é tarde para se começar, retomar, perdoar, enfrentar um novo obstáculo.

Para tanto, queridos irmãos é imprescindível a fé, em si mesmo, a confiança no Grande Pai e a certeza de que tudo está de acordo com o que deve ocorrer.

Mas aí vocês perguntarão: mas como? Algumas coisas dependem do seu querer e do seu primeiro passo. Não sei se alguns e outros já encontraram, mas do céu só cai água. Vocês tem que fazer a vossa parte. Até porque queridos irmãos nunca saberão se ficarem com um ponto de interrogação e se se perguntarem: teria sido diferente?

Em vez de ficar com uma dúvida, fiquem com a certeza. Dêem o primeiro passo, confiantes como ouvem aqui do Grande Cacique. Quando vão para a guerra, mudem o vosso pensamento. Quando querem conquistar algo, mudem também o vosso pensamento. Abasteçam-se de mais fé, confiança como lhes disse. Nunca é tarde. Agradeço a oportunidade de estar mais uma vez nesta Casa de Luz e peço a Deus que abençoe a todos.

ANA NERI

Se os guerreiros respirarem o problema, não vão encontrar a resposta que precisam.

Posted in Casa de Luz, Ensinamentos with tags , , on janeiro 31, 2015 by Helen Ians

SimplicidadeQue o Grande Manitu abençoe a todos. Sejam bem vindos Guerreira Cabocla, Guerreiro Pedra Alta, Guerreira Ana Neri.  A corrente vai se formando no começo do trabalho desta lua do ano. Todos os guerreiros sejam bem vindos, formando um grande círculo sagrado de corrente e proteção. Que os guerreiros sejam bem vindos, que o grande Espírito abençoe a vocês, grandes guerreiros.

Da mesma forma, a corrente xamânica, os guerreiros de luz que operam aqui nesta Casa de Luz: Guerreiro Alce Negro, seja bem vindo, que o Grande Espírito abençoe o guerreiro.

Da mesma forma, colocados como num grande círculo sagrado, também a linha das crianças, dos pequenos, sejam bem vindos, que o Grande Espírito abençoe os guerreiros.

Guerreiro Peão, guerreiro Guardião, Cacique agradece aos guerreiros: sejam bem vindos, com toda a corrente de vocês, guerreiros, da mesma forma formando um grande Circulo Sagrado, com todos os seus guerreiros, Cacique agradece a energia de vocês e aos grandes guerreiros, lado a lado com vocês, guerreiros. Que o Grande Espírito abençoe a vocês.

A vocês, grandes guerreiros de luz que acompanham os trabalhos e se dirigem a esta Casa, que os guerreiros sejam bem vindos à Casa de Luz. No tempo de vocês, guerreiros, esta é mais uma lua de ano que se inicia, de trabalho. É importante que neste começo os guerreiros deem oportunidade a si mesmos de sentirem o trabalho como um todo, de sentirem as mensagens deixadas pelos grandes guerreiros aqui nesta Casa, como instrumento de paz, como instrumento de amor, que vai iluminar o caminho de todos vocês, guerreiros. Cacique fala porque todas as mensagens direcionadas aqui na Casa de Luz a vocês, guerreiros, toda a energia feita, também da mesma forma, onde tudo que é feito, com toda a simplicidade, é para vocês guerreiros. Para que vocês, guerreiros de luz, tenham um caminho mais tranquilo, em paz.

A palavra para Cacique que vai definir luas do ano àqueles guerreiros que querem encontrar um novo caminho, a palavra na língua de vocês, é simplicidade. Só que não interessa apenas para nós simplicidade. Não interessa. Aí os guerreiros perguntam: como não interessa só a simplicidade? Se misturar a simplicidade com amor, os guerreiros vão encontrar o amor puro. Da mesma forma, Cacique fala, se misturar a vida de cada guerreiro, simplicidade à vida de cada guerreiro, vão transformar e a vida de vocês vai se tornar mais tranquila.

Aí os guerreiros perguntam, como é muitas vezes escutado por nós, aqui da corrente, da mesma forma, como nós acompanhamos cada um de vocês: eu tenho problema disso, problema daquilo, outro guerreiro também, problema, problema… E assim vai. E se Cacique falar a vocês, guerreiros, que não adianta, para muitos se os guerreiros respirarem o problema não vão encontrar a resposta que precisam. E se Cacique for mais longe, como é falado na Terra, não adianta os guerreiros virem à Casa de Luz, ou até mesmo o caminho dado para vocês. Isto que é o mais importante e Cacique pede que vocês prestem atenção guerreiros – não adianta a vinda, ou a energia maior mudar de cenário.

Se os guerreiros não perceberem que a mudança na paz, a mudança na tranquilidade, a mudança para a alegria, a mudança para a simplicidade, misturada à energia de cada guerreiro, de uma forma certa, e mesmo que mude cenário, como os guerreiros falam, mesmo que os guerreiros pensem vou mudar cenário, vou mudar paisagem, se não souberem que a resposta maior quando se tem contida em si mesmo a essência daquilo que já é determinado pelo seu espirito, pela sua alma, e Cacique fala, daquilo que traz paz a vocês guerreiros, e se vocês não perceberem que, sim, a paz esta dentro de vocês. A resposta, se perguntam para a corrente, ou perguntam para Cacique, e se vem à Casa de Luz para encontrar esta reposta, é capaz de não encontrarem porque a resposta está dentro de si mesmo.

Aí os guerreiros perguntam como não vai encontrar resposta em Casa de Luz? Aquilo que os guerreiros precisam mudar está dentro de si. Se não plantarem a paz, não vão colher a paz. Se ficarem fazendo pergunta a todo o momento, para respirar problema, em vez de respirar resposta, não vão ter o que procuram. Nem se corrente nossa, nem se a Energia Maior mudar o seu caminho, pois a mudança está dentro de si.

Por isso Cacique fala que a palavra da lua do ano é simplicidade, unida com amor, amor puro.

Quando Cacique fala simplicidade, Cacique não está falando em nada material até porque aqui a reunião é espiritual. Cacique fala da simplicidade contida em si mesmo, a simplicidade maior. Cacique fala, em não respirar problema e, sim, encontrar a resposta, encontrar alegria, encontrar aquilo que precisa para fazer esta união da simplicidade com o amor, com a vida e com a compreensão.

Se os guerreiros começarem a olhar da forma certa, que é o que muitos não fazem, muitos já sabem o caminho, muitos já sabem a fala, as mensagens, mas no momento da prática, se perdem. Para Cacique o se perder é se perder a si mesmo. Aí começam a procurar resposta em todos os lugares só que não vão encontrar a resposta. Nem aqui! Porque não estão se dando a oportunidade para mudarem, para encontrarem aquilo que é verdadeiro dentro de si.

Quando falam em “problema”, todos têm. Só que respirar e criar não caminham junto com aquilo que nação nossa caminha. E Cacique fala a vocês guerreiros, mesmo a aldeia nossa em Terra, em vida, mesmo com todas as guerras, no momento do sagrado, no momento do sagrado, onde a aldeia e os grandes guerreiros todos reunidos, a mente era para fazer o encontro da paz, com o Grande Espírito, com alegria.

Pelo que Cacique vê dentro da compreensão, se olharem para dentro de si, vão perceber que tem muito mais a agradecer, pelas bênçãos que recebem do que a criar e respirar problema.

Se Cacique for um pouco mais longe, Cacique percebe que muitos, no momento em que estão desfrutando, na língua de vocês, alguma coisa, que estão sentindo prazer, ou naquele momento estão em paz, podem perceber que é difícil ver algum guerreiro que fala ou olha para dentro de si e diz: que gostoso, estou desfrutando deste momento que me faz bem, que me traz paz, porque os guerreiros não lembram. Por isso esta palavra desfrutar poucos usam. Ninguém agradece por um bom momento, difícil perceber algum guerreiro que, naquele momento, agradece o momento que está passando. Por isso se perdem, porque o problema já faz parte do caminho de cada guerreiro.

É parar de respirar problema, encontrar a resposta e desfrutar ao máximo, quando vocês, guerreiros, estão em paz, ou numa situação que é sagrada e estão em paz, porque aí a única coisa que vocês guerreiros vão ter que fazer é estar. É a única coisa que vão ter que fazer – estar!

Que os guerreiros sejam bem vindos a esta Casa de Luz. Que vocês guerreiros, juntos com toda a corrente, e com toda a corrente também que vai se aproximar durante as luas, sintam, busquem a alegria, a paz, a resposta que está dentro de si. A paz tem que estar dentro de cada um. A alegria tem que estar dentro de cada um e o guerreiro só consegue mudar, e forma a visão sagrada, quando começa a sentir toda esta energia e colocar em prática e agradecer, realmente agradecer ao Grande Espírito pelo momento, pelo sagrado, pela vida.

O segredo é simples. Vocês, guerreiros, tem nas mãos uma energia sagrada que muitos não conhecem, não sabem. A energia sagrada, quando vocês deixam ir embora, e quando Cacique fala deixam ir embora não é que vocês perderam a energia. É que vocês, guerreiros, não foram gratos com esta energia sagrada que está na mão de vocês e, sim, ela vai embora de vocês.

Da mesma forma que foi embora, quando a energia maior percebe que novamente estão achando o Caminho Sagrado, que novamente estão fazendo o certo, e buscando a resposta, primeiro dentro de si – porque não adianta escutarem mensagens aqui na Casa de Luz, não adianta ter mensagem direta do Grande Espirito, não adianta Energia Maior colocar outra paisagem a vocês, guerreiros, outro caminho, se vocês guerreiros não conseguirem sentir, porque não vão estar satisfeitos.

Por isso Cacique disse sobre o agradecimento, a gratidão por aquilo que já acontece. No lugar da pergunta e da energia ruim, se cria uma energia boa para o seu caminho.

Criando uma energia boa no seu caminho, esta energia que está na sua mão, da mesma forma como o pássaro e a resposta – o pássaro quer dizer a Energia Maior – ela volta , toma conta novamente daquele momento, da sua alma, do seu espírito, para que vocês guerreiros caminhem, novamente. É dada oportunidade a todos, sim, por isso Cacique fala a vocês guerreiros, aqueles irmãos que, sim, fizeram o seu encontro na lua do ano que passou para vocês, conseguiram sentir o caminho Sagrado. Aqueles que precisam dar o passo e olhar para dentro de si, saber trabalhar toda esta energia, estão convidados, todos, a caminharem com toda a corrente, esta lua do ano onde a simplicidade, junto com amor, junto com vida, com compreensão, gratidão, vão acompanhar lado a lado, com todos nós, este caminho de luz.

É o que deseja Cacique a todos vocês guerreiros de boa vontade. Que o Grande Espírito abençoe a todos.

NUVEM VERMELHA

Rompendo a inércia.

Posted in Caminho Sagrado, Casa de Luz, Conselhos on agosto 31, 2014 by Helen Ians

Vou ser breve e dar um exemplo de uma brincadeira de menino mas que tem a ver com o que vocês estão passando. Duas brincadeiras de menino. Bate uma bola, a bola vai rolar, rolar, rolar, enquanto a força inicial para que ela rolasse, permanecer. Ela vai longe mas vai chegar o momento em que ela vai parar.

A outra brincadeira de menino é quando, em uma superfície serena de um lado, se pega uma pedra lascada, ou uma lasca de pedra, e se tenta que, no primeiro toque com a água, esteja na superfície. Ela vai, vai, e toca em vários pontos da superfície e sempre que toca, forma vários círculos concêntricos. E estes círculos vão diminuindo a sua circunferência. Na medida em que vai cessando o impulso, a força, até que a pedra afunda.

Muito bem, estes dois exemplos querem dizer, espero, é exatamente o que vocês estão passando. Lançou-se a esfera. Jogou-se a pedra lascada. Só que alguém, do outro lado, no caso da pedra lascada, e do outro lado, no campo aberto, alguém atirou esta bola, bateu nesta bola, e atirou a pedra do lado contrário. Ou seja, vai começar tudo de novo. Até que se extinga outra vez a inércia. E isto sirva para cada um de vocês e para o conjunto que vocês chamam, e é assim, sociedade. Portanto, pedimos a vocês que sejam atores da ação. Que sejam agentes da ação e nos ajudem a lançar de volta aquilo que nos foi jogado ou atirado.

Como traduzir na prática uma brincadeira de meninos e uma teoria, quem sabe, da vida? Que é assim: o que pedimos a vocês, e isto já foi dito, reiteramos – ajudem-nos, ajudem a corrente, purifiquem a energia com ações que correspondem ao que vocês podem dar, que é o seu talento, a sua competência, a sua boa vontade. Principalmente, a sua consciência, de que vocês não são passivos, de que vocês não são e não podem e nunca serão alvos, porque vocês são flechas, porque vocês são pedras lascadas, porque vocês são esferas, perfeitas, em todos os seus lados, e capazes de levar a energia. Se depender de nós, vocês jamais serão alvos. Vocês são flechas, são pedras lascadas. Da mesma forma, são esferas que rolam, e quando a força vai terminar, alguém do outro lado, na mesma sintonia, vai devolver isso, só que com outro espírito, para que o movimento não cesse.

Estamos, assim, em um trabalho conjunto e eu espero a contribuição possível de cada um de vocês. Deus os abençoe, meus irmãos. A corrente hoje está muito leve aqui nesta casa. Muito agradecido ás égides de luz aqui presentes e à energia que cada um de vocês nos traz. A presença de vocês é essencial para que possamos trabalhar juntos, pelo bem, pela dignidade e pelo amor entre nós todos.

PEDRA ALTA

Se não existir o equilíbrio, em seu eixo, nada acontece.

Posted in Ajuda espiritual, Casa de Luz, Conselhos on agosto 31, 2014 by Helen Ians

AlligatorLakeExiste no caminho de cada guerreiro, aqui na Terra, uma energia que toma conta e faz com que os irmãos caminhem, evoluindo no seu dia-a-dia e vão deixando para trás aquilo que traz fantasma na mente. Isso se dá porque a cada degrau, a cada caminho, a cada evolução aqui na Terra, os guerreiros estão sendo transformados e se transformando em um guerreiro de luz pelo simples fato de caminharem.

Se os guerreiros caminham na terra é porque acreditam, porque neste caminho já conseguem enxergar a esperança, como bem disse a guerreira Juracy, a fé, a luta pelo caminho de suas conquistas, e este é o motivo de caminharem alegres no caminho do Grande Espírito.

Muitas vezes, porém, a corrente acompanha alguns guerreiros e percebe que o guerreiro tem caminho livre pela frente, com energia, com fé, com esperança, com força, com luta e, no momento que é para fazer um caminho reto, caminharem, sem se contaminar com energia ruim, sem se contaminar com palavras, quando começam a perceber alguns fantasmas à sua volta, em forma de energia, acabam parando para fazer a conversa com o fantasma. Ou até mesmo sabendo que tem o caminho reto e a sede é grande, e também sabendo que naquele rio (lago como vocês falam na Terra), tem jacaré, alguns ainda param na beirada do lago, ainda colocam o pé na lama, para tomarem a água, contando com a sorte, “que o jacaré não vai pegar”.

GlafsfjordenIsto porque, se caminharem mais um pouco, existe um rio limpo onde os guerreiros não vão precisar atolar o pé para pegar água limpa. E tudo isto Cacique fala porque já sabem do próximo rio, do próximo lago, mas se ouve: “é rápido, afunda um pouco o pé, toma um pouco de água”. Isto porque “sou protegido e o Grande Espirito ajuda”. Cacique já viu muitos onde o Grande Espírito do lado deixou o guerreiro se queimar, ou ser mordido, ou comido pelo jacaré. O excesso do fantasma atrapalha, e o excesso também do Grande Espírito atrapalha. Faz o guerreiro ficar cego e, da outra forma, do mesmo jeito. Assim como Cacique falava aos guerreiros em Terra, na tribo nossa, guerreiro Alce Negro a mesma coisa: se não existir o equilíbrio em um só ponto, onde este ponto é o seu eixo, nada acontece. E os guerreiros, sim, parecem gostar de parar no rio do jacaré porque não pensam que é só caminhar mais um pouco e o rio está limpo, lá para frente.

É preciso que os guerreiros aprendam, assim como era traçado para os guerreiros nossos, a caminharem com segurança. Não adianta apenas ter vontade, ter transformação, e escutar Grande Espirito – vai à montanha e escuta, consegue fazer vista de visão longa – se os guerreiros não conseguem encontrar, dentro de si, este ponto.  Desperdiçam um caminho porque não pensaram e no momento em que chegam à luz, muitas vezes a luz fica mais longe. E, sim, é preciso caminharem com segurança – não com excesso de Grande Espirito, que Cacique olha como loucura, ou excesso de fantasma, também loucura. Cacique falava isso em Terra. Um guerreiro completo equilibra o seu pensamento, a sua energia, a sua força, a sua fé, a sua esperança. Como Cacique disse, não adianta apenas ter força, fé, esperança se no momento do passo, é para dar um passo a mais e não é para parar.

Um guerreiro completo, quando Cacique fala completo quer dizer guerreiro com visão longa, forte, não se deixa abater por fantasma, não se deixa abater por nada. Se ele acredita naquilo, acredita e segue o seu caminho. Não vai dar importância à energia ruim, a fantasma, a pedra no caminho, não vai dar importância a fantasma e sabe por que guerreiros? Porque tem realmente como verdade, a luz. Porque tem como verdade o objetivo maior que está dentro de si, que está contido em si. Não é um falso desejo, ou falsa busca. ou para alimentação do ego, ou do orgulho ou vaidade. Ou até mesmo, que é o que acontece muito nestas luas, que é chamarem a atenção. Se os guerreiros, para muitos, o chamar a atenção, como diz o guerreiro Peão, pega o espelho e fica se olhando no espelho, conversa com si mesmo e quem sabe vai conseguir descobrir o seu nome.  Aí, sim!

Agora um guerreiro que tem tudo, tem força, tem vontade, caminho livre, e isso Cacique fala no geral, como vocês falam na Terra, até mesmo para tratamento de saúde como é feito pelos xamãs aqui na Casa, a mesma coisa: se os guerreiros não tiverem fé, convicção. Fé não é na corrente. Os guerreiros de luz aqui não estão preocupados em saber se tem um guerreiro acreditando ou não no trabalho, ou acreditando ou não se existe um espírito aqui. O que menos preocupa é isso. Para nós, é indiferente se acreditam ou não. Nós nos importamos, sim, se o guerreiro acredita em si mesmo. Se um guerreiro vier aqui, e houver a permissão da Grande Luz de fazer a cura, o guerreiro acreditando ou não, a cura vai ser feita. Se tiver permissão, sim; se não tiver, não vai ser aqui a cura. É simples. Isto já é visão onde se caminha na Terra e se sente a terra. Não é visão de fantasia. Como diz o guerreiro Peão, seria fácil fantasiar, mas aqui não.

Por isso, guerreiros, aproveitem aquilo que é dado a cada um. Aproveitem aquilo que é dado de energia, de força. Vocês, guerreiros, se transformem a partir de vocês, onde, sim, existe uma corrente acompanhando, mas de nada adianta apenas a corrente acompanhar. Assim como seria fácil também falar aqui na Casa, aos guerreiros, que, sim, guerreiros irmãos, como é falado, a salvação está aqui dentro desta Casa. Aí cai na fantasia de novo. Não é assim. Trabalho sério não é assim. Por isso, o que importa a vocês, guerreiros é o que está dentro de cada um. O que importa é a sua força em não desviar do caminho à sua frente.

Se os guerreiros querem alcançar, sigam em frente, não se deixem parar por palavras, mesmo que sejam até de pessoas próximas. Siga à sua frente. Se acreditam, se tem verdade, se tem amor naquilo que estão fazendo e acreditam naquilo que estão fazendo, sigam sua intuição, sigam o seu compromisso , não escutem, sigam. Se a aldeia nossa tivesse escutado casaco azul lá para trás, teriam morrido antes, a aldeia teria sumido antes. E, sim, mesmo com proteção, mesmo com os guerreiros acompanhando, se você, guerreiro ou guerreira, der a oportunidade a uma energia contrária trabalhar no seu caminho, os guerreiros vão cair. Aí, os guerreiros perguntam: e a proteção? Sim, aí Cacique pergunta: e os sinais que os guerreiros estão mandando? Eu não percebi, eu não vi. Por que será que não percebeu? Ai os guerreiros caem de novo e a gente volta à estaca zero, o guerreiro é responsável pelo próprio caminho.

Este é o começo do caminhar, da transformação de cada guerreiro. Quantos vão querer que o guerreiro pare, que o guerreiro não faça, que o guerreiro desista, quantos vão levar o guerreiro, principalmente quando o guerreiro amigo ou conhecido, um guerreiro derrotado, como é que se pede conselho a uma pessoa derrotada? A resposta é “não vá”, os guerreiros já sabem. Quando Cacique fala “derrotado”, não é ter alguma coisa.

Os principais guerreiros que o Cacique conheceu na Terra, tinham tudo de energia maior, força, força da palavra, força em atitude, força em guerra, só para os guerreiros entenderam. Bens materiais, nada. Guerreiro Peão fala a mesma coisa a Cacique agora. Está falando que os guerreiros também que conheceu tinham força em palavra, em guerra, em atitude, também não tinham nada. Como também existe guerreiro de palavra, força, coragem que, sim, pelas suas conquistas, conquistaram aquilo que lhes é de direito. Para quem acha que reunião espirita é o não conquistar, não é nada disso. Sim, é de direito de cada guerreiro. Se os guerreiros antes não se conquistarem, não se olharem, não se transformarem, nada acontece. E vão parar no primeiro rio, e o jacaré pega.

Aquele guerreiro que segue o rio e caminha, continuando, achando que foi apenas tomar água, tomou e saiu de lá sem se arranhar, saiu de lá inteiro e continuou o seu caminho. Não esquece que pé está cheio de barro e não vai mais conseguir sentir a terra, em algum momento a flecha pega. E não adianta falar para a corrente que não sabia. Todos os guerreiros sabem o que fazem e sabem onde põem o pé e sabem também o que pode acontecer.  “Mas foi só um pouco de água”… Este pouco de água custa caro e custa a vida. Se realmente os guerreiros querem, e todos aqui têm, porque pelo fato não de estarem vindo aqui, mas pelo fato de terem a boa vontade, vocês, guerreiros, de estarem abrindo o canal para que as coisas aconteçam e o guerreiro tenha uma luz. Nada adianta se o guerreiro apenas sentar, escutar as mensagens, e lá para fora, como era falado pelo Prof. Policarpo, fazer tudo ao contrário. Não adianta.

Não é fazer porque nós estamos falando. Não é isso. A intenção nossa não é criar dependência dos guias, dependência. Pelo contrário: é fazer os guerreiros perceberem o que estão fazendo com si mesmos, não com nós. A desculpa maior são vocês mesmos.

Quando saem do primeiro rio, pé cheio de barro, o guerreiro vai achar uma desculpa – “a conversa é rápida, fui tomar água rápida e sai, fiz até amizade com o jacaré”. É assim que acontece.

Terpening PassageGuerreiros, não é assim que se caminha. E mesmo caminhando com toda esta força, como o Cacique disse, não deixa a energia ruim encostar em guerreiro ou guerreira.

Não se escutam guerreiros derrotados, não se escuta guerreiro, isto Cacique fala num processo onde estão caminhando para uma guerra. Imagine tribo nossa caminhando para uma guerra e os guerreiros começam: é melhor não ir, é melhor não sei o que, é melhor…

Aquele que não quer ir, fica – não é obrigado a ir.

Se caminharem retos, sentindo a terra, com determinação, com coragem, esperança, os guerreiros vão encontrar a força maior que precisam para caminharem.

E se os guerreiros olharem à sua volta, e se sentirem sozinhos, não há problema algum. Porque com a sua fé e a sua esperança, se os guerreiros, naquele momento que se sentirem sozinhos, se concentrarem, por um momento caminhando, vão escutar o tambor da guerra, a voz do Grande Espírito e se se concentrarem mais ainda, vão ver os guerreiros de luz à sua volta, caminhando juntos com cada um de vocês.

Aí Cacique pergunta: será que estão sozinhos?

Cacique agradece a todos e que o Grande Guerreiro abençoa cada um de vocês, guerreiros.

A todos vocês, guerreiros de luz, Cacique agradece a energia. A todos os médiuns, Cacique agradece a energia. Guerreiros xaãs, guerreiro Falcão, Cacique agradece. E vocês, guerreiros, procurem levar o seu caminho, feliz, mas de uma forma mais séria. Que o grande Espírito abençoe a todos.

NUVEM VERMELHA

Tudo volta ao estado normal, pela boa vontade dos guerreiros.

Posted in Casa de Luz, Energia on junho 2, 2014 by Helen Ians

dream catcher filtro dos sonhosTudo que era necessário para que os irmãos ouvissem esta noite já foi dito. Só quero lembrá-los que a tão esperada paz que vocês procuram, está dentro de vocês e não ao seu redor. Tenham todos uma boa noite e que Deus nosso Pai abençoe e ilumine a todos.

JURACI

Mensagem complementar de Cacique
Mais uma vez como bem disse a guerreira, da transformação dentro de cada um, que não é ao seu redor e, sim, dentro de cada guerreiro, de cada irmão.

Nesta lua sagrada, de reunião aqui na Casa de Luz, onde a energia toma conta de todos, a magia da mesma forma, onde os guerreiros com seus pensamentos, uns querendo fazer o seu encontro, outros, a transformação, a mudança, outros com a mente com fantasma. Outros correndo de si mesmos, não querem dar o tempo para que as coisas devagar voltem ao seu estado natural como os guerreiros falam na Terra. Outros apenas ficando, sem querer dar o passo.

Todo este tipo de energia se transforma em uma. Como foi dito, onde existe um escudo, onde existe um filtro, que acaba separando com a boa vontade de cada guerreiro, como é dito na nossa tribo, aos guerreiros de boa vontade, pela luta, pela fé, e acreditar, pela esperança, que sim, novamente com toda esta energia, com toda esta força, tudo volta ao seu estado normal. Pela boa vontade dos guerreiros. Como sempre a corrente fala a vocês, guerreiros, a mudança está dentro de cada um.

Mas o principal nesta lua é a boa vontade dos guerreiros. As coisas acontecem lua a lua, dia a dia, mas todos os dias é uma batalha, é uma guerra com si mesmos. Existem na nossa tribo, na nossa aldeia sagrada, magias que tomam conta de cada guerreiro em acreditar que as coisas, sim, vão ser filtradas, a energia ruim vai embora porque o Grande Espírito estará tomando conta de cada guerreiro.Esta fé maior que existe em acreditar naquilo que acredita, na sua verdade.

E para isso, nesta lua sagrada, um guerreiro nosso, aqui encarnado na Terra, nesta lua da noite, nas luas que passaram o guerreiro pediu para Cacique se podia fazer grande filtro sagrado onde este filtro existe uma teia que segura a energia ruim e não deixa entrar na mente dos guerreiros, no corpo do guerreiro, onde está colocada como vocês falam na Terra.

E o guerreiro Antonio que fez filtro, no momento em que estava fazendo o filtro, teve aproximação de um grande guerreiro onde transmitiu palavras ao guerreiro. Cacique pede ao guerreiro que faça a leitura daquilo que foi passado a você. É importante que os guerreiros entendam a mensagem deixada no filtro feito, este filtro sagrado. Cacique pede a vocês, guerreiros, que prestem atenção à leitura que o guerreiro vai fazer, no momento em que estava fazendo o filtro.

(Ler mensagem a seguir)