Erro, mas paro para pensar: onde foi que errei?

where did I failQue beleza! Palavras belíssimas acabamos de ouvir. A melhor maneira de se homenagear as mulheres benditas pela maternidade, e mesmo aquelas que não foram, mas na sua essência são. A melhor homenagem é que se elas nos deram à luz, que nós nos mantenhamos iluminados. Mas gostaria hoje de me dirigir aos homens.

Há uma palavra que, se eu estiver errado, por favor, aqueles que conhecem o idioma me corrijam… Esta palavra é contrição. O ato de contrição, pelo que eu entendo, não é arrependimento tão somente. Mas é mais profundo do que isso, é uma reflexão a respeito de eventuais erros cometidos para que não se repitam agora nem nunca mais.

É muito honrosa a presença nesta noite de grandes homens que comandaram outros tantos, às centenas, aos milhares, e que de sua forma conquistaram grande parte, juntando todos, o mundo inteiro.

Este poder dado pelos deuses, ou um só, como queiram, requer uma responsabilidade imensa e todos eles evoluíram espiritualmente quando, em alguma etapa, tiveram um momento de contrição. E reviram seus passos e olharam para frente, trilhando o novo caminho e, o mais importante de toda esta reflexão, está relacionado à justiça. Os momentos em que fizeram, como todos nós podemos, não sei se devemos, mas podemos fazer justiça. Não no sentido de julgar apenas. O grande julgamento é divino, não tenham nunca dúvida disso. Mas podemos avaliar, sim, aqueles que nos cercam, reconhecendo os que nos são leais, os que não são amigos, os que não são iguais. Que maravilha é isso.

Eu não gostaria de falar aqui hoje sobre minhas passagens, mas eu tenho recordação de todas elas e, em todas, sempre reconheci aqueles que nos fizeram, nos fazem e sempre farão o bem. Aqueles que nos indicam a luz, porque são iluminados, reconhecidos às suas mulheres, mães, antes esposas, depois mães. Porque são elas que nos dão, sempre nos deram, orgulho de podermos lutar sempre pela família.

Reparem na história de todos e verão sempre isto que estou dizendo agora. E como fizeram eles, maiores do que eu, com atos de contrição. Eu erro, eu posso até continuar andando, mas eu paro para pensar: Meus deuses, ou meu deus, onde foi que eu errei?

Isto é grandioso, mas gostaria de dizer a vocês, aqui presentes, que muitas vezes observando-os, eu sorrio porque alguns têm uma culpa risível, e se acham pecadores. Parem para pensar um pouco: os seus pecados, que vocês julgam ser, já estão perdoados quando vocês caminham em direção a uma resposta.

Como diz o grande Chefe presente, Nuvem Vermelha, sempre haverá respostas. O que pode lhes faltar, talvez, sejam explicações. E por que tentar explicar aquilo que se sente? Portanto, se vocês não conseguem eliminar, jogar fora, sentimentos menores, dúvidas desnecessárias, medos, temores, pelo menos, não admitam carregar culpa.

Fez? Repare e não repita se possível. E todos vocês, sem nenhuma exceção, não serão julgados por nada que já não tenha passado e já não tenha deixado marcas, mágoas, porque nenhum de vocês – até porque estão caminhando e se elevando espiritualmente – tem culpa. É como se disséssemos: passado a limpo, presente intenso, e só pode haver quando se assim sente, age, iluminados, como aquela luz que nossas mães, um dia nos deixaram viver. É isso, tão profundo, tão verdadeiro e tão simples assim.

Que os Deuses, ou um só, como os vejam, mantenham acesa a chama, nem que seja assim pequena, em cada um dos nossos corações. É uma honra, Senhor, ter proferido isso, não sei se propriamente, na sua presença, e na presença de grandes homens, nesta noite especial.

PEDRA ALTA

PEÃO: Espero que todos reflitam, como é sempre falado nesta casa, não pela superfície, mas pela profundeza. Que vocês mergulhem, sem medo, nestas profundezas, porque aquele que busca o caminho assim como todos aqui, estão evoluindo, estão se transformando – como é dito nesta casa – mas é preciso que haja o bom senso de cada um em perceber o que é feito dia a dia. O que cada um aqui faz dia a dia. Por muitas vezes, o que é visto é que alguns acabam pagando um preço muito alto pelas suas atitudes.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: