Caminhem leves e tranquilos. A alegria é simples.

NATIVE PRIDE ARTSMuitas vezes os guerreiros caminhando aqui na Terra, na nossa visão dá a impressão de que os guerreiros caminham entre o céu e o inferno, como vocês falam na Terra. Isto quer dizer, caminham entre a incerteza de muitas coisas, com fantasma na mente crescendo cada vez mais, e não conseguem se libertar daquilo que colocou na mente. Guerreiros caminhem leves, caminhem tranquilos, com a certeza de que tudo dá certo, tudo vai caminhar de uma forma certa.

Nesta transformação maior, se olharem para dentro de si, vão perceber o que realmente está faltando para que o guerreiro ou a guerreira caminhem completos no Caminho Sagrado do Grande Espírito.

Cacique conta a vocês guerreiros a história que contaram para Cacique em uma conversa. Um guerreiro vinha em uma estrada de terra, montado em um elefante, caminhando. Lá para frente, para atravessar a estrada de terra, vinham quatro guerreiros que caminhavam devagar, perto uns dos outros. O guerreiro montado foi se aproximando e percebeu que os guerreiros não enxergavam – eram cegos. No mesmo momento, gritou “cuidado com o elefante”. Os quatro guerreiros pararam e quando o elefante se aproximou, os quatro guerreiros irmãos disseram: “não conhecemos e nunca vimos um elefante – poderia parar para sentirmos, tocarmos o elefante?” No mesmo momento o guerreiro parou com o elefante. O primeiro guerreiro tocou na tromba, apalpando, e disse: “agora eu sei o que é o elefante, parece uma raiz forte, grossa” – e agradeceu o guerreiro. O outro pegou na orelha do elefante, mexeu para lá e para cá e disse: “estou contente que agora sei o que é elefante, parece folha de bananeira que mexe de um lado para o outro” – agradeceu, e o outro guerreiro passando mão no elefante, desceu e pegou sua pata, apalpou e disse: “parece tronco, é firme, já sei o que é elefante – é um tronco firme”. O próximo guerreiro pegou no rabo do elefante, com um pouco de pelo, na língua de vocês, e chacoalhou, mexeu, sentiu e disse “é leve, parece uma folha leve com pouco de grama, já sei o que é elefante”. Agradeceram e o guerreiro montado no elefante foi embora.

Os guerreiros atravessaram a estrada e começaram a discutir. Um disse “já sei o que é elefante”, e cada guerreiro foi dando sua definição: um da bananeira, um da grama e o outro. “Não, parece bananeira” – e cada guerreiro foi dando sua opinião daquilo que sentiu.

É claro que não iriam chegar a acordo algum, pois a verdade é que todos os guerreiros acertaram a sua definição sobre o elefante. Não iria ter saída. Ia ficar na discussão. Cada guerreiro disse aquilo que sentiu.

A impressão que a corrente tem,  vendo alguns guerreiros, é a mesma coisa. Que é um dos granes problemas na Terra, com muitos que caminham nesta passagem na Terra. Muitos estão preocupados com definição e esquecem-se do mais importante que é a verdade. Esquecem-se do mais importante que é aquilo que realmente importa, que é da alma, porque estão preocupados com definição, e esquecem o resto.

Da mesma forma, Cacique fala a vocês guerreiros, se algum guerreiro tiver sede não adianta a corrente ou algum aqui na Casa de Luz, ficar explicando o que é água, tem que dar água. Mostrar onde está a fonte. A mesma coisa aqueles guerreiros que tem fome, não adianta os guerreiros ficarem falando de plantação, que tem que tomar conta, tem que plantar… Para matar fome, tem que dar comida. É preciso que vocês guerreiros eliminem os “fantasmas”, sem se preocupar com definição das coisas.

Cacique fala e pergunta a vocês guerreiros – o que realmente interessa, o que realmente é verdade no caminho de cada um de vocês guerreiros, mas visto com o olho da alma, como disse o guerreiro Peão, como disse a guerreira Juraci. Como Cacique contou história na lua passada – são coisas que vocês sentem, percebem e veem mas não conseguem analisar pela profundeza. Os guerreiros ficam na superfície e deduzem aquilo que querem, e muitas vezes aquilo que querem, está errado, porque definição que estão fazendo não estão conseguindo enxergar com a visão da águia, tanto no guerreiro, trabalho ou em uma pessoa.

Por isso, respeitar a si mesmo é importante. Uma coisa é respeito a si mesmo, a outra coisa é o guerreiro perceber a terra onde estão caminhando, sentindo. Por isso Cacique fala há muitas luas para vocês, sintam a terra, aproveitem, sejam gratos com sua família, com os guerreiros, daquilo que possuem. Agradeçam ao Grande Espírito por aquilo que possuem. Como diz guerreiro Peão, não tem nada fora do lugar. As coisas podem ser mudadas no caminho do guerreiro – quantos caminhos há mudados, alterados, quantas curas! Mas não se apeguem à definição, se apeguem àquilo que estão sentindo pela alma. Como Cacique fala, a mente trai vocês todos os dias. É pela alma que Grande Espírito deseja que cada guerreiro caminhe. Sem definição.

Se entreguem ao que realmente vale a pena, ao que realmente é visto pelo olho da alma de cada guerreiro. Isso é o mais importante. Quando começam a perceber esta importância dentro de vocês e no caminho de vocês, os guerreiros voltam a se aproximar de si mesmos. Voltam a perceber que a alegria que Grande Espírito deseja em que vocês caminhem é simples. A alegria é simples, são momentos simples, não precisa de muito. O que é visto muitas vezes é a falta de darem o passo, a falta de vontade de fazer, a falta de vontade para que as coisas se transformem.

Guerreiro Peão, há luas para trás, contou a Cacique sobre uma comunidade de guerreiros, onde não chovia há algumas luas, e eles queriam se reunir para fazer oração, para fazer o canto, para que chovesse na plantação e os guerreiros tivessem o que comer. Alguns guerreiros se reuniram e foram procurar um guerreiro xamã nesta comunidade, com força espiritual, que marcou na lua da noite um ritual de agradecimento ao Grande Espírito para que mandasse chuva. Era caminho que os guerreiros passassem na frente de sua casa, e o guerreiro, na janela, via muitos passarem. Até que um deles parou e perguntou: “Guerreiro, não vai? Tem que ir porque o guerreiro xama é forte”. O guerreiro disse: “Eu não preciso ir, porque vocês, que estão indo, estão indo sem fé, sem esperança. Eu não estou vendo nenhum de vocês com guarda-chuva na mão”. É a mesma coisa, para muitos aqui na Terra, que apenas caminham, mas sem fé, apenas caminham sem acreditar, e muitos não sabem nem porque estão caminhando.

Por isso, guerreiros: lua nova, caminho novo, lua de transformação, lua de mudança interna de cada guerreiro. Grande Espírito quer que cada um encontre a sua alegria e que sejam felizes, se não a máquina que Grande Espírito inventou, como vocês falam – Deus, está errada.

Como sempre a corrente fala: estão aqui na Terra para serem felizes. Esqueçam quando alguns guerreiros falam: estou aqui na Terra para pagar… Estou aqui na Terra para pagar porque o carma… Isto é o que está escrito no livro... Esqueçam.

Estão aqui na Terra, hoje para que vocês lutem hoje, para encontrarem alegria no seu caminho, para encontrarem o que quiserem encontrar, para que você se sinta preenchido dentro de si, na sua mente, no seu espírito e na sua alma. É para isso. O resto é besteira que falam.

Acreditem que, sim, que podem, acreditem e deem um passo para que as coisas aconteçam e vivam mais, felizes, com um sorriso no rosto. É para isto que caminham na Terra. Olhem ao seu lado, busquem esta energia que faz bem para vocês. Que os guerreiros tenham boas luas pela frente, bom caminho.

Amanhã é um novo dia, e uma nova lua, e o Grande Espírito espera a cada um de vocês – não a mente, espera a alma, para que os guerreiros caminhem leves, tranquilos, cada um na sua busca, no seu compromisso, na sua responsabilidade de um caminho onde são responsáveis pelo próprio caminho. Esqueçam também quando falam – caminho não dá certo, é espirito atrapalhando, é isso, é aquilo. Como diz guerreiro Peão, é besteira, é bobagem – acreditem em si mesmos. Este é o melhor caminho para os guerreiros caminharem aqui na Terra, com fé, com esperança, com amor. Blindem-se, como vocês falam aqui na Terra, de energia ruim e que tenham boas luas pela frente.

Que os guerreiros tenham boas luas e que o Grande Espírito abençoe a todos.

NUVEM VERMELHA

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: