Há um ponto de energia sagrada que acompanha vocês.

Posted in Caminho Sagrado, Ensinamentos, Uncategorized with tags , , , , on janeiro 25, 2017 by Helen Ians

um-ponto-de-energia-sagrada

Na lua do ano passado, muitas coisas aconteceram; para muitos, em forma de temporal, como se enxurrada passasse por alguns guerreiros, na maioria, e por esta água forte, batendo nos guerreiros, muitos tiveram a sensação como se a água estivesse passando pelos guerreiros e fazendo uma grande limpeza. Limpeza, Cacique fala, dentro de cada guerreiro: os ensinamentos. Por isso lua do ano que passou foi regida pela água, como os guerreiros falam aqui na Terra. Em outro segmento espiritual, como os guerreiros falam, Iemanjá.

Foi regido pela água. E muitos tiveram esta sensação de água com sua força batendo, lapidando os guerreiros, lua a lua, dia a dia. Para alguns guerreiros mais teimosos, a água passava, caía hoje, levantava; a água derrubava na lua seguinte, lua do mês;  e assim a água mostrava que é preciso ter entendimento a partir do momento em que os guerreiros abrem o caminho, abrem este canal espiritual, para que todas estas energias positivas de luz atuem no caminho do guerreiro. E assim foi feita, com toda a sua força, esta limpeza. Muitos sentiram, de uma forma ou de outra, este tempo. Alguns aprenderam, outros, ainda, como se tivessem materializado no espírito dos guerreiros, ao mesmo tempo, a dor que sentiram e a pergunta ao Grande Espírito do por que de muitas coisas. Não conseguiram olhar para dentro de si e perceberem que por muitas vezes plantaram errado e colheram da mesma forma, errado.

Quando os guerreiros dão oportunidade à magia sagrada trabalhando no seu caminho, existe um ponto de energia sagrado que acompanha a cada um de vocês, guerreiros, e tudo é lapidado como os irmãos falam na Terra, para que os guerreiros consigam enxergar como águia sagrada, lá para frente. Só que para caminharem da forma certa, com a visão da águia, é preciso que primeiro o guerreiro suba a montanha, olhe, desça, sobe de novo e olha e assim por diante. É desta forma que se constrói um caminho, se constrói um guerreiro de verdade, com etapas onde tudo tem fases, onde tudo tem uma sincronia que é preciso que os guerreiros cumpram. Se o guerreiro está na montanha um, não adianta querer montanha dois, montanha três… Porque não vão estar preparados para sentir da forma certa.

Aí Cacique volta ao começo da conversa aqui hoje, por isso alguns deram o passo e outros ainda se perguntam o que foi feito de errado, o que aconteceu? Cacique não fala da pergunta em si porque é importante se perguntar para se conhecer, mas Cacique indaga, sim, do por que ainda não encontrarem resposta para muita coisa se a resposta caminha lado a lado com o guerreiro. Está dentro de si a resposta. Isso é sobre a lua passada. O que passou do ano dos guerreiros.

Este ano de caminho novo vai ser regido pela força, pela sabedoria, pela cura – ano de caminho forte, da mata, como diz a linha espiritual, ou como diz guerreiro Lobato – Oxóssi, regido pelos grandes guerreiros da mata que vai atuar junto com todos vocês, guerreiros de luz. É um ano em que aquele irmão que tiver força e coragem para olhar dentro de si e dar o passo, aquilo que sonhou no ano da água do ano passado vai conquistar com a sua força, com a sua coragem, tudo aquilo que buscaram, mas não entenderam ou perderam. Vão buscar nesta lua do ano. Por isso ano regido pelos grandes guerreiros da mata, que na energia maior sagrada que vai caminhar lado a lado com todos os guerreiros de boa vontade.

Ano, Cacique fala a vocês, guerreiros, de luta, de força e aquele que realmente se preparou e isto é o principal que Cacique deixa a vocês, guerreiros, aquele irmão que se preparou e conseguiu entender aquilo que foi passado durante a lua do ano passado, vai conseguir, pelo entendimento, e vai conquistar nesta lua do ano. Para isso basta a força, a coragem, o entendimento e a força de vontade de realmente buscar, realmente querer este caminho do seu sonho. Por isso Cacique disse lua do ano passado que iria abrir a reunião com a continuação daquilo que é o sonho de cada guerreiro.

Uma coisa é a lua a lua dos irmãos, que é aquilo que os irmãos conquistam na Terra – na língua de vocês, como diz guerreiro lobato, é projeto, e o outro, que é aquilo que é sonho, aquilo que realmente alimenta a alma e o espírito de cada guerreiro e este ano é propício para isso. Para aqueles que entenderam, na lua do ano passado, todas as mensagens, tudo aquilo que foi posto ou de uma forma material ou, como diz o guerreiro Peão, e guerreiro Guardião: transformado em magia e colocado no caminho do guerreiro.

Que os guerreiros sejam bem vindos a caminharem com toda a corrente sagrada nesta lua do ano de força, nesta lua do ano de conquista, nesta lua do ano para aqueles que realmente lutam por aquilo que é seu sonho. Vão conquistar.

Cacique agradece a energia de todos aqui na Casa de Luz, todos os guias de luz, todos os grandes guerreiros que vão caminhar com toda a corrente, com mais uma corrente que se aproximou da nossa, na lua da água do ano passado, com os grandes guerreiros que guerreiro Guardião e guerreiro Peão trouxeram, GUERREIRO RAGNAR, com todos os seus guerreiros, que vão estar presentes, trabalhando junto com a corrente e todos.

Por isso, que os irmãos fortaleçam a partir de hoje o seu espírito, a sua visão, com uma visão longa. Aqueles guerreiros que já tem, como diz o guerreiro Peão, sina, na língua de vocês, com algumas coisas, que os guerreiros se blindem.

Aqueles guerreiros que caminham com certas coisas já plantadas no seu espírito, procurem melhorar, procurem dar o passo, procurem perceber aquilo que é energia ruim que atrapalha o caminho. Podem ter certeza de que às vezes para aquele guerreiro que acha que não é nada, ou como os guerreiros mesmo falam “não é possível que isso atrapalhou”! Sim, uma energia ruim atrapalha todo o resto, pode cegar os guerreiros em atitude, pode cegar os guerreiros no passo dado e pode colocar por água abaixo, como diz guerreiro Peão, todo um caminho, um trajeto de luz ou um trajeto que seria abençoado pelo Grande Espirito, abençoado por toda a magia sagrada, pela falta de limite com si mesmo. Que os guerreiros se limitem e encontrem esta linha sagrada, sempre, entre o seu espírito, a sua consciência e a sua alma. Que os guerreiros de luz sejam bem vindos à Casa de Luz e que o Grande Espírito abençoe a todos.

NUVEM VERMELHA

Saiba reconhecer o tempo do recuo e o do avanço.

Posted in Arte de viver, Uncategorized with tags , , on janeiro 25, 2017 by Helen Ians

tempo-do-recuo-e-do-avanco

O que mais posso dizer? Apenas um tanto: aqueles irmãos que estão na construção, quanto aqueles que estão no tempo da reconstrução, digamos assim, tanto uns quanto outros, todos devem procurar aquilo que lhes é caro, lhes é importante, que lhes é valioso, aquilo que é um sonho, e dentro do seu caminhar, dia após dia, ao se levantar tenham em mente que são fortes, que são capazes, e que a vitória virá.

Às vezes, ela está próxima, e vocês deixam escapar. Às vezes, pela sua força ela já passou e alguns conseguem recuperá-la, tanto na construção quanto na reconstrução. Todos devem manter o equilíbrio, todos devem manter o seu pensamento firme, alinhado como disse o nosso querido Cacique, equilibrado para que saiba reconhecer o tempo do recuo e o tempo do avanço e, principalmente, sem medo. Fortaleçam-se queridos irmãos, dia após dia, para que a corrente espiritual, para que o plano espiritual os apoie. Vocês não caminham sozinhos. Cada um tem sua forma de percepção: afinem, sintonizem esta forma. Cada qual com o seu canal. Mas para que tudo isso funcione, para que toda esta engrenagem ande, caminhe, nós precisamos de vocês e vocês e nós precisamos do Grande Pai. Coloquem o Grande Pai em primeiro lugar, confiem e tenham fé, também em vocês mesmos.

Sejam todos bem vindos a esta Casa de Luz, agradeço a presença de vocês e a oportunidade de estar mais uma vez aqui.

ANA NERI

 

Compaixão e caridade.

Posted in Ensinamentos, Uncategorized with tags , on janeiro 25, 2017 by Helen Ians

costa-atlantica

A simbologia do ano novo é bem clara como foi bem dito aqui. As águas limparam e também fertilizaram a terra e por isso o ano renasce forte como uma floresta após um incêndio e após as chuvas. Contudo para adentrar em uma floresta é preciso ser sutil, talvez seja este o segredo do sucesso neste novo ano: a sutileza.

O que é ser sutil? Firme mas suave ao mesmo tempo. Objetivo mas misterioso ao mesmo tempo. Pragmático, mas flexível, ao mesmo tempo. Esta dualidade, dando equilíbrio. Eu pergunto outra vez o que é ser sutil, principalmente quando se relaciona à simbologia da mata, da floresta. Não façam barulho, evitem o que for além do necessário. Procurem uma exposição atraente, que capte e que traga para perto de vocês, como disse o Grande Cacique, boas energias, de boas pessoas, de excelentes companhias.

Isto pode soar como oportunismo, e se vocês julguem assim, talvez não estejam tão errados. Oportunista, no bom sentido, não naquele sentido desvirtuado. Os maledicentes dizem: “os oportunistas aproveitam as boas oportunidades”. Por que não? As boas oportunidades vêm a nós, não a vocês, dependendo daquilo que vocês se permitem. O que não pode acontecer é que fiquem escondidos. E o que não pode acontecer é que se exponham além do limite, que aqui também foi bem dito. Que limite é este? Analisem pelo bom senso. Sintam, com sua intuição – uma das partes, uma das dimensões mais importantes da inteligência. As pessoas confundem inteligência com racionalidade, e os racionais demais pensam tanto que não sentem. Sentimento e razão. Atitude mas com emoção, sentindo de fato o que se faz. A quem se dirige? Com quem quer se relacionar e por quê? A resposta ao por que foi oportunista, ótimo. No bom sentido – aproveitando a oportunidade de bons relacionamentos, profissionais, pessoais, melhor ainda, o alto conhecimento e o alto relacionamento.

Quando vocês ouvem aqui uma oração belíssima, dois conceitos encantam: a compaixão e a caridade. Aliás, eles são ditos ao mesmo tempo nesta oração, parecendo um poema. As pessoas estão acostumadas a tudo mecanizado que ouvem e repetem como papagaio. Entendeu? Parou para pensar? Releu? Compaixão e caridade. Existem erros profundos tanto de um conceito quanto do outro. Nos dois conceitos, pelo errado, se acha que compaixão e caridade têm embutido a questão da pena, dó. Coitadinhos deles… Nada disso: compaixão quer dizer – vão lá pesquisar nas raízes linguísticas – trabalhar junto. Eu tenho compaixão por você, eu quero que você compartilhe comigo aquilo que você tem de bom. Ter compaixão por alguém é desejar que esta pessoa faça algo bom, útil, com você. Este é o ano para isso.

E caridade não é dar uma moedinha na esquina. Não é dizer, à distância, quando outros sofrem em outros continentes: ah! coitado deles. Caridade é doação. Coitado deles? Faça alguma coisa. Faça de fato, contribua de alguma forma. Hoje a comunicação é perfeita, os mecanismos de transferência do que quer que seja, são muito rápidos e eficazez. Caridade dar, doar aquilo que você tem de melhor. Se o seu casaco está velho e feio, não dê para ninguém. O que não serve para você não é para dar para ninguém.

Comecem a caridade por vocês mesmos. As águas levaram muita coisa, como disseram no ano passado, mas você ainda tem muita coisa desnecessária em sua casa. Estamos lá fazendo a limpeza e tropeçamos em muitas coisas que vocês não precisam. Revejam. Doem aquilo que é tão bom, mas que para você não tem utilidade, embora seja bom. Eu não m e refiro só a obras de arte, roupas, objetos, mas às coisas íntimas de vocês. Doem.

Se vocês estão mudando de atuação, peguem aquele conhecimento que foi tão útil e doem para alguém que está começando – aquele conceito, aquele conhecimento, aquela experiência. Guardem os troféus na gaveta, como lembrança, mas distribuam folhas de louro de suas vitórias, com quem ainda não as obteve.

É isso que tínhamos para dizer. Adentrem a floresta, sim, cônscios de que fazem parte dela, com a inteligência sensível da intuição, inclusive, como tem com outro nome, que é o instinto dos animais, que não chamam a atenção, que tentam evitar os predadores. E os predadores caminham suavemente na sombra, para obter o seu alimento, a sua fonte. Nós não somos animais assim, mas somos animais, sim, e com eles devemos aprender e conviver. Espero que nesta última frase vocês tenham entendido aonde queremos que vocês cheguem. Se for da cultura de vocês, que Oxóssi abra as matas, Oxóssi venha abrindo as matas do caminho de cada um. Que possa ser assim. E assim vai ser. Que Deus abençoe a todos nós.

PEDRA ALTA

Sintam toda a energia sagrada do ano.

Posted in Arte de viver, Caminho Sagrado, Uncategorized with tags , on janeiro 25, 2017 by Helen Ians

mata-e-mar

Cacique espera que os guerreiros reflitam em todas as mensagens deixadas nesta primeira lua do ano, ano da força, ano da mata, ano da coragem, ano da conquista. Para aqueles que entenderam todas as mensagens, não esqueçam, como diz o guerreiro Peão: existe o caminho contrário. Ao mesmo tempo também pode ser o ano da destruição, da perda, do rompimento. Sempre existem dois lados, como diz o guerreiro – um caminho que vai e outro caminho que volta.

O principal para todos aqui é que os guerreiros, lua a lua, dia a dia, sintam como foi dito pelo guerreiro Pedra Alta, toda esta energia sagrada, através da magia sagrada, e podem ter certeza que aquilo os irmãos estão buscando, aquilo que precisam vai ser colocado no caminho do guerreiro. Não é que cada um de nós vai colocar coisas no caminho dos guerreiros. Vocês mesmos vão plantar, colher, e vão caminhar tranquilos, preenchidos, satisfeitos, em paz, com a conquista que lhes é de direito. Que a conquista da sua luta, da sua guerra, onde todos aqui juntos, podem ter certeza, estarão caminhando, estarão lutando lado a lado, com todos vocês, guerreiros de luz. Cacique agradece a vocês guerreiros e que o Grande Espírito abençoe a todos.

Para encerrar lua da noite, Cacique agradece toda a limpeza que foi feita, Cacique agradece aos grandes Xamãs, aos guerreiros da mesma forma (convida os guerreiros da mesa para reunião).

NUVEM VERMELHA

Aquilo que é sagrado, é para sempre, é eterno. O resto é momento.

Posted in Festas e celebrações, Uncategorized with tags , on dezembro 28, 2016 by Helen Ians

o-eterno-e-o-momentoÚltima reunião da lua do ano. Os guerreiros já sabem: os trabalhos voltam em 23 de janeiro e nestas luas todas Cacique agradece a energia de todos vocês, guerreiros de luz. Desde a lua do começo do ano, muitos passos foram dados, caminhamos juntos na mesma direção – cada guerreiro com seu compromisso, focado no que vieram buscar na Casa de Luz. Em vários momentos, ganhamos junto com os guerreiros, para que também estes guerreiros pudessem aprender a evoluir e transformar e pelo menos tentar olhar para dentro de si e fazer também uma busca interior. Fazer uma limpeza dentro de si, fazer uma limpeza em seu caminho. Cacique tem certeza de que o objetivo foi alcançado – muitos evoluíram e conseguiram perceber que o caminho em que estavam era, como diz o guerreiro Lobato, fútil, para muitos; outros, um caminho sem direção.

Acabaram percebendo que, quando realmente buscam, dentro da sua verdade, toda a magia sagrada do Grande Espírito é colocada realmente no caminho de cada guerreiro para que os irmãos alcancem seu sonho. Como foi dito pelo guerreiro, uma coisa é o caminho material e outra coisa é o aquilo que vai alimentar alma e o sagrado em cada guerreiro. Quando o guerreiro consegue aliar o seu caminho à sua vida, consegue perceber o que realmente vale a pena, o que realmente fica no caminho do guerreiro.

Aquilo que é sagrado, é para sempre, é eterno e o resto é momento: uma hora tem, outra hora, vai embora. Cada guerreiro veio aqui na Casa de Luz em busca de algo e aquilo que vieram buscar, se deram oportunidade, se colocaram em prática aquilo que filtraram através das mensagens aqui da Casa de Luz, ou através das mensagens lidas através do blog, feitas através da guerreira M., os guerreiros puderam acompanhar e fazer reflexão de tudo aquilo que foi dito e colocaram em prática. Estes guerreiros que colocaram em prática com certeza alcançaram um grande caminho, nestas luas para trás com os trabalhos que foram feitos. Depois do sonho, existe o próximo passo que é a luta por aquilo que é verdade, aquilo que realmente o guerreiro busca. Antes, como disse o guerreiro, colocar a estratégia, olhar para dentro de si e ver a força que tem para fazer esta guerra.

Como foi falado, fazer a sua guerra com tudo aquilo que o guerreiro tem, dar de si o melhor em sua guerra, porque aí sim o guerreiro vai ver que o que sonha é verdade. Apenas o sonho, e vão caminhar incompletos. Este tema vai dar início aos trabalhos do  no que vem. Cacique pede a todos que nestas luas em que para o trabalho, o guerreiro reflita sobre o que cresceram, sobre o seu caminho, sobre o que que é colocado em seu caminho, não como os guerreiros acham. Se os guerreiros plantaram lá atrás, a raiz vai definir o que está sendo colhido hoje. A colheita é obrigatória mas Cacique fala a vocês, guerreiros, percebam que só existe um caminho que é o caminho sagrado.

Quando os guerreiros olham para dentro de si e percebem que aquilo que fazem reflete lá para frente, a sua busca naquilo que realmente acreditam, se feito da forma certa, como foi dito é aliar o espirito à alma, com aquilo que realmente tem de verdade, aí sim como foi dito a energia conspira a favor dos guerreiros porque buscam e tem a seu lado aquilo que vai trazer paz ao guerreiros.

Mais uma vez Cacique agradece, que os guerreiros tenham boas luas e boas festas, como é dito aqui na Terra, e como dizoa o Prof. Policarpo: lembrem do aniversariante.

CACIQUE

Peçam paz ao mundo, que está tão necessitado.

Posted in Conselhos, Uncategorized with tags , , on dezembro 28, 2016 by Helen Ians

aquele-sem-privilegioQueria lembrar sobre a doação de energia de cada um de nós que foi fundamental para que vários trabalhos fossem realizados nesta Casa.

Apenas dizendo algumas palavras sobre a data que se aproxima, propícia para reflexão, para que vocês valorizem o que vocês tem de mais precioso no seio do vosso lar, na presença dos vossos amigos, não esquecendo daquele que nesta noite não tem o privilégio.

Pratiquem, sim, a caridade e para vocês no ano que vai se aproximar façam as vossas orações, peçam paz ao mundo que está tão necessitado. Peçam discernimento, equilíbrio para saber qual caminho escolher e, principalmente, agradeçam pelaoportunidade que vos é dada diariamente. Agradeçam por ter Deus que não abandona nenhum de vós. Mais uma vez desejo um natal abençoado a cada um de vocês, extensivo a vossa família e que o ano novo traga paz, humildade, muita saúde para nos mais uma vez nesta Casa de Luz.

ANA NERI

Comemorem a vinda de novos tempos.

Posted in Uncategorized with tags , on dezembro 28, 2016 by Helen Ians

comemoracaoVou me afastar um pouco, falar mais alto – que barulheira é esta? (falando do avião que passa e pouco depois do rojão que estoura). Boa noite a todos. Senhor eu peço que traga M. de volta e por gentileza que as entidades tragam os aparelhos de volta para que ouçam o que nos temos a dizer.

M., você queria falar comigo, não é? Então eu falo com você. Minha filha, faça uma boa viagem, lembre-se que você está cruzando toda a América, e vai sobrevoar, nestas coisas aí, lugares sagrados para muitas tribos de outrora. Lembre-se disso. Quanto ao mais, siga as regras – algumas tolas, mas siga – de conduta de uma viajante de hoje, e o restante, só para você ficar tranquila, ainda mais porque você é muito segura e seus pais se orgulham muito de você por esta conquista. Quando pisar na neve e olhar para trás, vai ficar feliz e não assustada, de ver outras pegadas qie não as suas. Que Deus a acompanhe e toda a corrente estará com você.

É tempo de agradecer, sem dúvida, como  já foi feito. Agradecemos aos médiuns pela dedicação por mais um ano todo, à maneira como se portaram no evento que os reuniu, principalmente fiquei muito impressionado com os presentes que trocaram. Meu aparelho me disse – e eu reitero – eu teria ficado com todos. Que coisa mais linda dar uma lembrança que pouco valor em ouro tem mas que tem profundo significado! E como vocês fizeram isso tão delicadamente e acertaram no alvo quando pensaram quem receberia aquilo, tão simples e com tanto significado.

É esta a energia desta época. É bonito que se troquem presentes, sim, mas desta forma: algo que signifique muito de você  para tanto que o outro a quem você oferece, significa para você. A história do colar que aqui foi dita e repetida nesta noite, as pedras que combinavam de quem se queria apresentar, não pelo valor intrínseco da pedra. Quando se pensa assim, quando se sente assim, todos nós somos capazes de dar aquilo que ouro algum poderia comprar.

Encerramos, pois, entre aqueles da mesa, médiuns e suas famílias, com chave de ouro de fato. E o agradecimento agora vai a todos vocês que vem aqui, com tanto respeito, com tanto carinho, para com a Casa, para com a corrente. Saibam que a energia de cada um é que compõe a energia maior que, de alguma forma, retorna a vocês, atendendo aquilo que vocês vem buscar. É assim que funciona: uma troca verdadeira, pura, intensa. E que esta seja a mensagem para o próximo ano, doar aquilo que vocês tem de melhor e estar aberto para receber, exatamente, a mesma coisa, de quem possa lhes oferecer algo assim.

Reciprocidade é o conceito. A velha máxima de que a reciproca seja verdadeira no retorno de qualquer ação que vocês tenham em relação ao outro, que seja de verdade. Que possa ser assim e assim será. Que todos vocês sejam merecedores daquilo que fazem por amor e este é o conceito dea dignidade: reconhecer-se e àqueles que estão próximos como alguém de muito valor. Aquele valor naquelas pequenas lembranças que vocês trocaram. Aquele sentimento de verdade – vocês não sabiam para quem iriam dar o presente mas conseguiram de uma maneira belíssima universalizar, não importa a quem do grupo pertencia, pertencia à Casa, à corrente. Mas, por uma magia, foi exatamente para quem vocês gostariam que fosse por uma afinidade pessoal.  Não é uma noite de encerramento, a não ser de uma sequencia de sessões, eventos, porque os trabalhos continuam, nós estamos com vocês… Aliás, adoro viajar, quem for viajar, me leve junto, e que descansem – não é professora? (dirige-se a R.) Veja se sossegam a cabeça, aqueles que tem o dia para descansar, os  que continuam na luta, sempre haverá o momento do repouso merecido de cada um dos guerreiros.

Se é para usar uma frase comum mas de muito significado, Feliz Natal para cada um, e para todos. Na passagem do ano, de um para o outro, eu quero aquela bebida que faz espuma, comemorem, sim, a vinda de novos tempos porque depende de cada um de vocês e será assim para todos. Boa noite, irmãos, meus filhos, nossos amigos, nossos parceiros mais do que tudo. Muito obrigado.

PEDRA ALTA