O que alimenta o espírito e a alma.

Posted in Caminho Sagrado, Uncategorized with tags , on março 24, 2017 by Helen Ians

feeding soul and spiritQue o Grande Manitu abençoe a todos.

(Dá as boas vindas aos presentes e às entidades: Cabocla, Viviane, Pedra Alta, Juraci, Ana Neri, Luz Forte, Gerônimo, Falcão, Peão, Guardião, Ragnar, Alce Negro).

Corrente completa, formada, para dar início aos trabalhos neste início da noite. Cacique pede aos guerreiros concentração, foco e atenção a tudo aquilo que vai ser dito nesta noite – mais uma lua da noite abençoada pelo Grande Espírito.

Que vocês guerreiros luz sejam bem vindos aqui na Casa de Luz, acompanhando toda a corrente, e que aproveitem este momento de limpeza, para que também limpem as suas mentes, o seu espírito, deem oportunidade a toda a energia da Casa de caminhar lado a lado com todos vocês, guerreiros de luz, para que caminhem em paz, lutando, em busca daquilo que alimenta o espírito e a alma de cada um aqui na Casa de Luz.

CACIQUE

Com o conhecimento da espiritualidade, sabe-se o que pedir e o que agradecer.

Posted in Ajuda espiritual with tags , , on março 24, 2017 by Helen Ians

oportunidade de evoluirAssim como os irmãos deste plano espiritual alimentam o vosso corpo, devem alimentar o vosso espírito, a vossa alma.

Não há nada mais que, além da sua alma, do que a oportunidade que vocês têm diariamente da evolução. Aquele que não sabe, que desconhece, e poucos podemos dizer que não tem o conhecimento – mas aquele que tem o conhecimento da espiritualidade, que coloca a sua passagem terrena em função do seu crescimento, aprendizado, que coloca Deus em seu caminho, sabe o que fazer, sabe o que pedir, e sabe o que tem a agradecer. Não há nada melhor do que a consciência tranquila de um ato bem feito.

Quando dão descanso ao seu corpo físico, voltam o seu coração e sua mente ao Grande Pai, este é o momento de dizer “obrigado”, de pedir ajuda, muito mais ao teu próximo, e principalmente saber que não está só, saber também que é imprescindível para aqueles que te cercam, no sentido da caridade, da ajuda, da aceitação, do ensinamento, e de tantas outras pequenas palavras com grande significado que te seguirão durante todo o seu caminhar. Portanto, queridos irmãos, façam bom uso do conhecimento que possuem em prol do teu próximo e de ti mesmo.

ANA NERI

Nutram-se daquilo que é bom, daquilo que lhes dá prazer.

Posted in Arte de viver, Uncategorized with tags , on março 24, 2017 by Helen Ians

prazerÉ impossível não prosseguir nesta linha aberta aqui esta noite pela grande Senhora: o alimento. Nem vou falar sobre aquilo que vai à mesa. Principalmente nestes últimos dias, pelo que tem acontecido aqui. Mas um pouco vale a pena falar. Se há fartura e eu desejo de todo coração que haja para todos, sem exceção, à mesa, tudo aquilo que se prova, que se tem acesso, ele faz bem pelo gosto, pelo aroma, com certeza é bom alimento. Aquilo que você gosta. Se em alguns momentos, e todos passam por isso, não há tanta fartura, mas aquilo que é colocado sobre a mesa, é sagrado. E aquele pouco se torna, pela gratidão, a melhor coisa do mundo, a melhor iguaria e a mais sofisticada. Portanto é a emoção, o sentimento, menos do que a razão, que faz com que o alimento seja nutritivo. Até mesmo se não há tantos nutrientes neste ou naquilo alimento, no sentido físico-químico.

Prestem atenção: às vezes as coisas acontecem por aí, pela responsabilidade de um ou de muitos, para que vocês voltem a dar valor ao que realmente tem valor, em qualquer sentido, até neste, tão simples, tão cotidiano, quanto alimentar-se.

Mas a Senhora, sábia como é, delicada, falou do que possa alimentar a alma. E se eu pudesse reduzir a um só estado – nem é sentimento, mas é um estado – para mim, a alma se alimenta pela felicidade. E eu não gosto quando eu ouço, felicidade é um momento, é um instante – podemos estar sempre felizes. Eu não concordo com isso. Como não concordo que se aprende pela dor. Coisa nenhuma! Aprende-se pelo amor, aí sim, se não houve o aprendizado, vem a dor. Muitos podem estar pensando, estou sentindo dor e é física. Pode ser, sim. Às vezes, se perde a saúde por várias razões, como já dissemos aqui. Algumas delas são temas desta noite: o que você come? Do que você se nutre? E onde está a sua felicidade?

Afirmo, em qualquer circunstância, mesmos as mais difíceis, é possível preservar a felicidade. A felicidade não é o momento, é o estado de espirito. Ser feliz é reconhecer, pelo mínimo, se não, agradecer, por tudo mais que se tem.

Se eu não tenho isto ou aquilo, se eu acho que perdi isto ou aquilo, eu não perdi tudo. Eu tenho muito, sempre, mas é que as pessoas se deprimem, perdem o viço, a alegria, o bem estar por momentos. Por fases, por instantes que, de fato, não são de felicidade porque esquecem o processo de ser feliz.

Por mais dor que eu esteja sentindo, que maravilha, que presente, que alimento para a minha alma, se alguém toca em meu ombro e diz: eu estou aqui.  E vocês que procuram a evolução espiritual tem muitas mãos sobre seus ombros, além daquelas, daqueles que estão próximos de vocês. Portanto, reconheçam, eu não vou dizer, acreditem ou tenham fé – isto já vem sendo dito há muito tempo, e é um principio fundamental da vida: acreditar, ter consciência de que o individuo é várias dimensões. Pelo mínimo, três, para que vocês entendam.

Se lhes faltar a clareza da mente, usem o sentimento. Se o sentimento se esvaziar, por alguma coisa, uma grande decepção, uma grande dor, usem a mente. Limpem a mente. E se nada disso funcionar, pensem na parte espiritual. Aliás, não pensem nada. A parte espiritual não se pensa. A parte espiritual se incorpora, se vive.  Quando eu digo vive, é vive para sempre. Portanto, nutram-se daquilo que é bom, daquilo que lhes dá prazer. Muitos têm medo de sentir prazer em todos os sentidos: é nutrição. Procurem trazer para dentro conceitos perfeitos, palavras absolutas, sentimentos nobres. Se você proferir uma palavra mágica, ela ressoa por ai. Bate e volta.

Portanto, ser feliz é ser cônscio. Consciente absolutamente. Ser consciente exatamente disso, sentindo em torno (acho linda esta coisa do redondo, do círculo), tudo aquilo que lhe faz bem. Concordo que vocês não estão no nível de suportar tantas pressões, tantas provocações. Às vezes, vocês reagem e ainda bem que reagem porque senão estariam… Mas depois da reação voltem a sentir o que de fato vocês são e o que os outros, muito próximos neste círculo, são: as mãos que lhes são colocadas suavemente nos seus ombros. Sentiu a presença? Pois é, façam-se presentes. Isso é ser feliz.

E nesta noite, como foi dito pelo grande Cacique, especial, com tantas égides presentes, eu desejo de coração ainda mais felicidade para cada um de vocês. Que Deus nos ilumine a todos e mostre este caminho sempre.

PEDRA ALTA

Às vezes, as coisas vem no caminho para testar até onde vocês podem ir.

Posted in Arte de viver with tags , on março 24, 2017 by Helen Ians

O alimento mantém o corpo físico em pé. Tudo aquilo que vocês ingerem, a água, as comidas, o alimento em si do corpo físico, sem o qual o corpo físico não se sustenta.

Sem a fé, a alma de vocês não encontra forças, não encontra motivação para continuar seguindo. Uma coisa é acreditar em algo. E outra coisa é ter uma fé inabalável. Não precisa ser necessariamente em Deus porque cada um tem uma crença. Existem vários nomes, em cada religião se tem um nome para Deus. Para nós, não importa o nome de seu Deus, da sua força maior. O que importa é que vocês encontrem força para continuar trilhando o caminho que tem que ser trilhado por vocês mesmos. Então deixem de acreditar somente e pratiquem a fé.

É naquele momento que  problema é tão grande, tão grande, e a dor se torna imensurável, insuportável, que você vai descobrir se tem ou se não tem esta fé, se continua o seu caminho ou se para ali, esperando que os outros caminhem por vocês.

Às vezes, as coisas que vem no caminho de vocês são para testar, para ver até onde vocês podem ir.

Eu peço a cada um que não pare, que prossiga, que erga sua cabeça, respire fundo e vá à luta porque lá na frente a recompensa é certa, e aí sim a felicidade pode ser plena.

Reflitam sobre tudo que foi dito aqui hoje e tenham a certeza de que não estão sozinhos.

JURACI

Se a vida está surrando, levante e busque o que alimenta o seu sonho.

Posted in Caminho Sagrado with tags , on março 24, 2017 by Helen Ians

alimente o sonhoCacique dá sequência àquilo que bem deixou a guerreira Juraci:  que os guerreiros levantem a cabeça, na humildade, e que lutem pela sua fé.

O lutar pela sua fé é lutar pela sua alegria, pela sua felicidade, por aquilo que vai alimentar a sua alma. Como foi bem dito na lua da semana passada, é aquilo que vai alimentar o seu sonho.

Os guerreiros vão ter dois caminhos pela frente, ou ficarem parados ou acreditarem no seu sonho e lutarem. É desta forma que se conquista, é desta forma que o guerreiro encontra a vitória, como bem disse a guerreira Juraci, e é buscando dentro de si a resposta que o guerreiro vai dar o passo da forma certa.

Muitos irmãos aqui na Terra se justificam a todo o momento e acabam não caminhando, pelo medo, ou como foi dito, pela resistência. A resistência é para quem alimenta o ego. É aquele que prefere não ter trabalho e ficar estacionado, não lutar e aceitar.

Como Cacique sempre fala aqui na Casa de Luz, aquele que aceita é porque já está derrotado. Não é para aceitar e, sim, entender.

Aquele que aceita também está lutando, está sendo resistente. Aquele que trabalha com a resistência não aceita a mudança porque vai confrontar sua mente, seu ego. Vai confrontar o que acredita há 30, 40 anos e até mais, e escutou a vida inteira: como de uma hora para a outra, vai entender que o caminho que fez e da forma que está, está errado?

Cacique percebe que, para muitos, o que falta é este passo a mais para alcançar o seu sonho. Como bem disse o guerreiro lua passada, aquilo que o guerreiro considera sutil é tão real quanto aquilo que o guerreiro toca aqui na Terra, que é sólido, que é o sonho de cada guerreiro.

E como estão traduzindo agora, do Dr. Philip, o guerreiro médico aqui presente, dizendo que, há muitas luas atrás, viu muitos guerreiros encontrando a sua cura ou cura do corpo físico, quando se tem alguma doença já em estado quase terminal, aonde o médico chega ao guerreiro e pergunta: qual o seu sonho? E o guerreiro diz: é cuidar de crianças… é isso ou aquilo… E, aí sim, o guerreiro bate no ombro, e diz de uma forma real: Guerreiro, caminha em direção ao seu sonho, vá à luta. E este guerreiro caminha, dá o passo, mesmo  no estado em que está, e este médico começa  a perceber que a sua doença, assim que ele deu o passo –  e se envolve em uma energia maior, respirando, sentindo o seu sonho, preenchido com alegria naquele momento – sua dor vai embora e a doença, como diz o guerreiro para Cacique como, por exemplo, o câncer, diminui a cada dia.

Diz o guerreiro: quantos, quantos atendeu neste estágio e aqueles para quem disse – vá em busca do seu sonho – a doença regrediu e o guerreiro começou a melhorar, encontrou a sua cura.

Esta é a luta de quem realmente está na Terra, como um verdadeiro guerreiro que luta, que luta e, como diz a guerreira Juraci, luta e não cansa.

Não é o guerreiro que não luta para nada, abandona tudo ou aceita de uma forma covarde, como diz o guerreiro Peão, aquilo que estão lhe impondo.

Como diz o guerreiro Peão, guerreiro já viu muitos enfrentarem a vida e vencer. De caminhos perdidos, de coisas perdidas até então e, pela luta, o guerreiro encontrar a sua alegria, a sua paz, a sua felicidade. Mas para isso é preciso vencer a si mesmo, e olhar para dentro de si.

Aqueles que não conquistam, que respiram a vida do outro, aqueles que não lutam e caminham parados (até guerreiro Lobato diz: estranha palavra, caminhar parados – mas com a vida dos outros), é porque existe a resistência para lutarem por esta busca, na verdade.

É o que deseja a corrente a todos aqui na Casa de Luz, para que lutem, lutem, lutem – não desanimem. Percebam primeiro onde está o obstáculo, o problema: não é externo, é interno.

Muitos aqui não conseguem alinhar, como diz o guerreiro Peão, o pensamento, o que fala, a atitude, o que diz, e por isso vivem dando cabeçadas, como diz o guerreiro Lobato, perdidos em um caminho que é sagrado, num caminho da magia sagrada, porque não conseguem, como diz o guerreiro Alce Negro, encontrar o seu eixo que é no centro de si mesmo e se limitarem àquilo que estão recebendo porque não conseguem ter a visão longa e a força necessária para que façam da forma certa a sua busca.

É o que deseja a corrente aqui na Casa de Luz, nesta lua sagrada, a todos: que a cada passo seja uma vitória. Deixe a resistência, como diz o guerreiro Peão, deixe para os fracos e para aqueles que andam na sombra dos outros.

Cacique tem certeza de que os guerreiros aqui lutam, não importando quantas vezes caiam e se a vida está surrando os guerreiros, que levantem, que levantem e continuem em busca daquilo que alimenta o seu sonho, como bem disse a guerreira Ana Neri.

CACIQUE

O respeito e o entendimento do momento.

Posted in Conselhos with tags , on março 24, 2017 by Helen Ians

SEA STORM1

Para que haja entendimento do que a alma precisa, é necessário que os irmãos abram seus corações para aquilo que o Pai coloca em seu caminho.

Sendo assim, fiquem atentos àqueles sinais que a todo momento são colocados em sua frente. Reconhecer as mãos de Deus em seu caminho é colocar acima de tudo a fé como guia.

2

Como a correnteza leva os barcos mar adentro, ela pode também trazer de volta à praia aquilo que se perdeu há muito. Deste pequeno ensinamento, tiramos a lição de que tudo que faz bem também pode em algum momento fazer mal. Contudo, isto depende do momento em que está.

Se o mar está agitado, respeite-o  e vai com cautela. E se um dia estiver em busca de algo, tenha fé, pois o mar é capaz de trazer aquilo que perdeu.

Psicografia Viviane

Momentos sagrados transformados em um momento maior.

Posted in Caminho Sagrado, Uncategorized with tags , on março 24, 2017 by Helen Ians

SPIRIT OF THE PLAINSOs grandes momentos que os guerreiros passam aqui na Terra, sagrados, onde aqueles que aproveitaram aquele momento sagrado de alegria, deram o passo e o transformaram em um momento maior. E conseguiram se aproximar do Grande Espírito, de seu Deus, de uma forma plena.

Aqueles guerreiros que não aproveitaram aquele momento sagrado – no qual toda a Energia, toda a Magia deu oportunidade ao guerreiro – são os guerreiros que plantaram da forma errada e estão hoje tentando fazer o encontro de si mesmo.

Como disse a guerreira Juraci, com a luta, com olhar para dentro de si, com a fé, com a esperança, toda a corrente tem a certeza de que estes guerreiros saem da resistência, saem para este Caminho Sagrado, pedindo à Energia que traga novamente aquele momento sagrado para que você, guerreiro, plante, e isso possa lhe trazer aquilo que é de direito.

Que o Grande Espírito abençoe a todos.

CACIQUE